Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Maio, 2009

Destaques dos últimos tempos

1 semana... E como em poucas vezes tenho muito a declarar, algumas coisas a esclarecer, em geral desabafar e compartilhar. Como já pôde ser visto em alguns momentos anteriormente, não era de hoje que eu estava insatisfeito com o rumo que minha vida havia tomado, desde cedo fui preparado para essas mudanças que mais cedo ou mais tarde chegariam, talvez cedo demais, e como se não bastasse, mudanças demais, todas da mesma vez. Construí um sonho, desenhei todo um plano de vôo para minha vida, porém seguido à decolagem a primeira turbulência, e mal me recuperava, outra, e outra, e mais outra, fui forte enquanto deu, agüentei enquanto pude, não sei se poderia suportar mais, sinceramente não sei, não paguei pra ver, tudo que eu vi, ouvi, vivi e principalmente senti, foi o bastante. Talvez se eu estivesse pensado mais não teria tido a coragem necessária para fazer o que fiz, certamente não teria, comigo tudo deve ser assim, sou receosamente impulsivo, se usar a cabeça por muito tempo, se der …

Verdejante

E nesse meio tempo...
Meio termo!
Tanta coisa feita
Tanta coisa dita
Tanta coisa sentida
Escondida
Oportunidades perdidas
Não em vão
A tudo sua função
Nesses momentos, o homes...
Mas nessas horas, o menino
(Segundos)
Pensou, parou
Tentou, lutou
Desistir, continuar
Viver
É seu viver
Sonhos e ilusões
É seu viver
Oh, homem!
Por vezes, parece um menino
Tão menino...
Verde
Não está pronto
De nada sabe
A vida não sabe
Enganou-se quando soube saber
Mas sabe
Pouco viveu
Muito aprendeu
Muito viveu
Aprendeu
Menino
Se te dissesse o mundo que tens de enfrentar...
Ah...
Te levaria em meus braços, te levaria
Como um bebê
Pequeno, vulnerável, intacto
Obra inacabada
Obra idealizada
A vida irá tratar de lapidar
E ao fim?
Quem sabe?
Ninguém nunca escreveu o fim...

É a luz?!

Nem tudo está perdido!
Então se faz verdade o dito, “depois da tempestade vem a bonança”...
É estranho ver como eu tenho o talento de fazer tempestades em copo d’água, é estranhamente incrível a comicidade que toda essa vivência me remete.
Sou intenso, vivo intensamente cada momento, cada sentimento, eu penso positivo, eu penso negativo, eu me deprimo, eu caio num mar de entusiasmo, e volto ao mundo real. Não é tão ruim, não, não é. Garanto que é bem mais confortável que minhas turbulências psíquicas e bem menos lúdico que meu mundo de ilusão.
Então... Seria esse mundo dito real a fusão de meus dois mundos? Mas quem teria uma resposta?
Essa realidade crua nada mais é que um universo sem fronteiras, sem barreiras, sem limites, onde todo o bem e o mal se encontra, basta ter tento e saber que caminho trilhar.
É tão bom voltar a esse mundo, tão bom poder derrubar muros, vencer obstáculos, obter sucesso, e poder se reencontrar.
Seria então uma fresta de luz no fim do túnel?
Minha vida é mesmo uma …

É a treva!

Eu estou perdido! É a única coisa em que consigo pensar neste momento... Perdido!!! De todas as formas que alguém poderia estar em todos os possíveis sentidos, imagináveis ou não...
Eu estou perdido!
Pra que sonhar? Pra que?
Me sinto uma árvore podada, minhas folhas foram arrancadas sem dó nem piedade, me foi tirado o que em mim havia de mais importante, sonhos, paixões, ilusões... Dia-a-dia mais de mim é perdido, não faz mais sentido, não tem razão, eu já perdi a razão.
Quando não se tem as rédias da própria vida, de que serve viver? Viver uma farsa? Uma mentira? Fazer caras e bocas e ser feliz.
Ora... feliz?!
Quem pode ser feliz, isso não existe!
Estou perdido, completamente sem rumo, sem prumo,sem solução. Queria gritar “stop”, mas quem está parando sou eu, me pararam, não vou mais sequir em frente, não nasci com o dom de ser feliz, não nasci com dom. E se nasci, de que me serve?
Perdi meu ultimo fragmento
Paixão, Ilusão, coração... Nada disso me pertence mais, eu sei que o drama é grande…

Momentos

Homenageando àqueles que de alguma forma, hoje, estão entre os mais importantes de minha vida, aos amigos, de longa e curta data, ao bons melhores amigos que alguém já sonhou em ter...
Vini, Lud, Mari, Loy, Mama, Bia, Laura, Marília, Ana, Felipe...
Eternamente marcados no meu coração

São tão poucos os momentos
Raros momentos
Desses que fazem minh’alma sorrir
São poucos
Não é tão difícil me pegar com um sorriso parcialmente falso no rosto
Agora, depois, não... Só mais um pouco
E ela não vem, a sinceridade não vem
Um olhar, um sorriso, um carinho
Isso me foi roubado
Meus dias perderam o brilho de outrora
Não desmereço o que hoje vivo
É tão bom, mas é tão diferente
Não é o que eu sonhava para mim
Eu queria sempre ter alguém aqui
Do meu lado
Fazendo palhaçadas inúteis até minha falsa irritação migrar a um patamar de felicidade imenso que nem eu mesmo fosse capaz de reconhecer
A presença de amor me foi trocada por simples atos coleguistas
Um dia isso iria acontecer
Não mais que isso
Faça-me prometer
As coisas ja…