Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Março, 2010

Nada é mais falso que uma verdade estabelecida

Mais um tempo afastado, dessa vez nem por querer foi. A vida anda meio corrida, e já nem tenho mais aquela mesma necessidade, e criatividade, de antes pra conseguir manter o blog atualizado. Talvez sequer eu consiga me manter atualizado, mas agora eu realmente preciso falar, e se vocês me ajudarem eu preciso entender. Há algum tempo que um nó no meio da minha garganta tem me incomodado. Afinal o que é verdade? Ouço pessoas gritando aos quatro ventos que acima de qualquer coisa só admite uma pessoa verdadeira. Mas alguém consegue me dizer o que é verdade? Sinceramente, não acho que ninguem seja capaz de fato saber o que é verdade, ou melhor, não acredito em hipotese alguma que existe alguem que seja o detentor da verdade. Quem nunca mentiu? Quem nunca foi falso, o mínimo que seja? Quem nunca errou?
Pelo que ando vendo o mundo esta  cheio de pessoas que podem responder "EU", pra todas as questões acima, afinal queridos amigos o que mais há nessa vida são pessoas detentoras da ver…

A mulher que eu amo

Ela não é uma super mulher
Não é uma estrela
Não tem super poderes, tampouco é invensível.

Não vôoa
Não tem lazer, nem sequer luta contra monstros.

Ela tem carne
Ela tem osso
Ela sente
Sofre
Chora
Berra
Chinga
Beija
Ri

Ela é exagerada, e como é
Ela é dramática, e como é
Ela é sonhadora, e como é
Ela é metódica, e como é
Ela é controladora, e como é...

Ela não é a virtude em pessoa
Não é sempre carinho
Sempre amor
Sempre abraços

Ela é real
Respira
Vive e me faz viver

Ela não é uma
Ela é mil
São tantas em uma
Uma em tantas

Ela é carinho
Ela é tesão
Ela é amor
E sempre paixão

Cada pedaço
Cada trejeito
Cada atitude
Cada vício
Cada qualidade
Cada defeito

Tudo isso é a mulher que eu amo...

Sinta-se à vontade

Eu voltei! Sim, agora pra ficar! Talvez aqui seja o meu lugar... Um bom jeito de recomeçar. Foi exatamente isso que eu busquei durante o último mês, mais intensamente nos últimos dias. Se eu encontrei? Não! Então por consequência, não deveria estar aqui, mesmo assim insisto e estou de volta. Quando eu decidi abandonar este espaço por tempo indeterminado, eu não esperava que fosse me fazer tanta falta. No último ano este blog, e por tabela a platéia(seguidores), foram meus fiéis companheiros. A cada postagem, poema, conto, desabafo, ou simples perdas de tempo, estavam aqui. E isso foi bom, foi mais, foi essencial.  Analisando hoje, acredito que grande parte da maturidade emocional que hoje posso dizer que tenho, foi devido a esse espaço. Poder desabafar, criar, desenvolver, dar vasão a todas as emoções, angústias, medos, traumas, isso foi e sempre será um marco na minha história.  Sei que isso pode parecer besteira, balela, mas foi assim. Quem me conhece sabe, nunca fui uma pessoal fácil d…