Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Março, 2011

Duelo

Nós começamos
Não terminamos
...
Você continua
Eu paro Você ignora Eu peço Você nem liga Eu amo Você brinca Eu faço Você finge Eu desculpo Você condena Eu fujo Você prende ... Eu paro Você igonora Eu espero, paro, respiro, ignoro, e parto
...
Tua cara e teu coração
Bem como você fez com o meu

Na Lama e na Cama

Mais um passo, e lá estava, despida, deitada, como sempre que nos víamos, com suas minúcias e afins. Seu olhar, seu tom de voz, e o mais óbvio, seu corpo, denunciavam o que estava por vir.
Não, você não tem razão, não agora, e sinceramente, duvido que algum dia tenha tido, afinal, seu hobby sempre foi esse, manipular mentes, e corpos. Talvez esse tenha sido seu erro durante todos esses anos, seu excesso de razão, com surtos sentimentalóides, psicóticos, nada homeopáticos, insanamente paquidérmicos. Seu erro foi toda essa certeza, o tempo todo, de tão certa perdeu a razão, sobretudo ao querer que as minhas razões fossem rigorosamente as mesmas que as tuas, larga mão de tanta babaquice. Hoje vejo que escolhi mal, você não é uma boa entendedora, tenho dúvidas que possa ser boa em algo, além da cama. E se em todos esses anos não foi capaz de perceber que minhas razões são bem distintas, e distantes, das tuas, só lamento. Não, elas não são melhores, nem piores, tampouco mais racionais – e…