Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Outubro, 2011

Beijos, Blues e Poesia

Sinto falta da consciência que não tive, do que me recusei a ser, do que não me deixaram fazer. Sinto falta do que não quis, do que não ouvi, do que não vi, do que não vivi. Sinto falta do que não pensei, do que não falei, e do tanto de tempo que esperei. Sinto falta de ter parado, de ter te parado. Sinto falta de não ter arriscado, de ter aceitado, e de tantas vezes ter relevado. Sinto falta dos sapatos que não usei, da areia que não pisei, do bom dia que não dei, do elevador que não segurei. Sinto falta do amor que não te dei, daquele beijo que não roubei. Sinto falta de um mundo. Sinto falta de um tudo. Sinto falta de ter sido. Sinto falta da culpa que não tive, e da coragem que me faltou. Sinto falta de acordar, e de ir dormir. Sinto falta daquele em quem me transformei, e que não quis ter a chance de ser quando podíamos ser, quando queríamos ser. Sinto falta da minha velhice. Sinto falta da minha criança. Sinto falta dos 15. E se eu soubesse a falta que a falta faz sentiria falt…

Adapte-me

Você me diz não, com olhos de bem-me-quer. Espera que já vou. Fixação. Doce ilusão. Engano dos sentidos, faculdade de entender. Brinca comigo e faz de mim o que bem quer, o que bem quero. E você quer, agita e usa.Vira meu mundo ao avesso, põe tudo de pernas pro ar, provoca, desdobra, e desvira. Toca os pés com as mãos, o céu com o coração. Balança, mas não cai, outro gole e se refaz. Um toque, um passe, outro impasse. Olha torto, revira os lençóis, tenta me afogar, e no fim só quer me afagar. Vai decifrando os sinais, em meus erros mais banais, em cada traço, cada rosto. Sabe que é dona... Proibida pra mim. Tenta persuadir, caminhando por trilhas de quem quer se convencer. Você passa, você olha, você chama, faz que manda, e perde a linha. Sei de cada sombra da tua voz, de cada capricho teu, o que não dizes, e preferes calar. Sei-te de cor. Te estudo, de longe, de perto, cada vez mais perto, sem um centímetro de culpa. Apenas um milímetro de paixão. Vai se abrindo, soltando as rédeas,…