Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Dezembro, 2011

Reflexões de liquidificador

Estou longe, tão longe, distante, de mim e tudo que possa ser meu. Milhas e milhas distantes do meu amor. Hoje o que me leva pra perto são quadradinhos, mínimos, cinzas, letras miúdas, e um desconforto absurdo, desconforme. Um grito abafado que teima percorrer caminhos errados, ouvidos errados. Queria poder voltar, mas tornei-me refém de meus próprios desejos, preso num conto, sem um conto. Cinza e concreto, na selva de pedra viro camaleão, e por entre chuviscos ácidos, me esqueço da idéia, era boa, mas perdeu-se, e nunca voltará. Melhor assim. Estamos a um passo do ultimo respiro do ano, um passo do fim... Do mundo? Nem de longe, na era louca da sustentabilidade, onde a lei é recriar, reciclar e reduzir, o mundo merece ser reformado, está sendo, a muito tempo, você não viu? Quanto ao sr. Ano Velho, obrigado 2011, "você foi duro, trepidante, e fundamental". Que venha dr. Ano Novo, e por favor esquisitos de plantão, poupem nossos culhões, o mundo não vai acabar, ou melhor, &…

Mais uma canção

A admiração e o respaldo dados, em vão, a ti, jamais voltarão, e eu sequer peço nem mais um segundo de atenção, tudo que tinha de ser dito, ficou pra trás, em breves espasmos intercalados de abismos silentes. Hoje somos eu, você, e tudo aquilo que restou. Nossas regras falharam, nada mais funciona nesse jogo do siso, nesse eterno vai-e-vem de quem se joga primeiro do precipício. Eu fujo da raia. Tudo pela chance de manter a hombridade e a coragem de pôr a cabeça no travesseiro todas às noites, e dormir sem ter medo de me arrepender seque por um instante, nem cogitar fugir da responsabilidade dos meus atos. Se tivesse a chance de fazer tudo diferente, acredite, eu não faria. Erraria os mesmos erros, choraria as mesmas lágrimas, sorriria os mesmos risos, amaria as mesmas pessoas que me negaram amor. Não me entenda mal, eu apenas percebi que cada gota do sangue e do suor derramados na batalha, construiu este que vos fala, e fizeram de mim um homem. Desconsidere minhas últimas palavras, …