Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Agosto, 2012

O Quereres

Quero não ter de pensar nos seus olhos verdes, de não gastar sinapses pensando em você. Queria que houvesse vestígios de realidade nesses pensamentos. Quero um sim, um talvez, um ‘let’s play’, ou qualquer coisa que preenchesse o vazio das noite sem ela aqui. Quero lançar mão da covardia, do medo do risco. Experimentar não pensar, ser impulsivo, agir por instinto, entrar no jogo. Usar as palavras certas, os momentos certos, esquecer tudo isso e simplesmente bancar os erros. Mergulhar nos lençóis e vomitar o filme que gravo mentalmente toda noite antes de dormir. Queria ser gente grande, o homem que vai te merecer. Fugir da terra do nunca, sem lenço, sem documento, sem olhar pra trás. E quando perguntarem se é amor só vou pensar no ritmo descompassado que bate meu coração toda vez que você está aqui. E que não importa se é amor, paixão, desejo, encanto, ou um mero mal entendido, deixa estar.