Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Agosto, 2014

Avenidas

Minha cabeça está desorganizada. Dá voltas e mais voltas. Um looping randômico constante. Preencho minhas horas pra não ter de pensar, não ter de sentir. A qualquer momento tudo estará de volta. Eu perderei o controle. O medo é meu fiel escudeiro, companheiro de vida. Ando em círculos, percorro as mesmas avenidas, encaro os mesmos letreiros, as mesmas velhas postagens. Campanhas de liquidação do verão passado. Me esforço pra lembrar o que fiz no verão passado, um riso amuado me escapa. Cruzo os braços, numa tentativa vã de proteger-me do sopro de vento frio que risca minha pele. Arrisco mais alguns passos e sigo pela fina trilha de lama e folhas, a única que por suas nuances difere de um todo. Recolho meias verdades, verdades e meia, que já desisti de entender. Repito a mim mesmo, em tom de provocação, não sou rebelde, eu tenho causa. À beira do abismo aguardo que me cresçam asas. A frustração me abate pelo estômago, fazendo com que a cada contração eu acredite mais e mais no que de …

Lilases

- Avise que chegou - eu avisei. - Culpa da chuva que molha. Marcamos desencontros, buscamos rimas, poemas, e algumas conchas esquecidas à meia luz, que dispersem num verso qualquer, lampejos da mais profunda incerteza. Vai ver seria melhor se não houvesse refrão nenhum. Toco a ventania. Trocamos bagunça. Compartilhamos caos. Fechamos gavetas. Abrimos janelas. Me peguei pensando em você. Aconteceu de novo. Te peguei pensando em nós dois. Crazy eyes. Revira os olhinhos quando encontra meu sorriso. Bobo. Não troco teu silêncio por qualquer solo de Jazz. Abro mão de longas orações, sem sujeito nem predicado, onde reste um único objeto, direto, intransitivo, substantivo, ou qualquer verbo ou desinência que nos tragam dias claros e noites longas. Insone, perturbo teu sono, teus olhos se abrem e brilham como estrelas, vagos, escuros como uma galáxia esquecida, um buraco negro. Em três movimentos, me perco das juras que fiz segundo atrás. Desenha borboletas em meu estômago, me tem em seus tra…